Azeite Gallo é o favorito para 48% dos paulistanos, diz Datafolha

Pela quarta vez consecutiva, marca portuguesa é vencedora em pesquisa

Débora Yuri
São Paulo

Às vezes, números são apenas números. Não neste caso. São cem anos de história. É a marca portuguesa de azeites líder no ranking mundial e quarta colocada entre todas as nacionalidades. Tem presença em 40 países. No mercado brasileiro, está no topo do pódio há uma década —em 2018, três em cada dez garrafas de azeite consumidas no país eram Gallo. 

Quer mais um dado? Metade dos paulistanos das classes A e B (48%) que cozinham pelo menos uma vez por semana o elegeram o melhor da categoria. Foi a quarta vitória seguida na pesquisa.

Por aqui, acostumou-se ao papel de pioneira: apresentou o azeite extravirgem; o vidro escuro; os produtos premium, antes desconhecidos pela maioria da população. Também fabrica vinagres, pimentas e azeitonas. 

​E reconhece a importância de São Paulo para o segmento. “A região tem alto poder de compra e grande concentração de imigrantes europeus”, diz Pietro Capuzzi, head de marketing. 

Em consumo per capta, o Rio é o estado com maior índice. Já a capital paulista recebe um portfólio amplo, para diferentes necessidades. “É a cidade brasileira referência em cultura, entretenimento e gastronomia. Temos azeites para culinária, para presentear, para saborear com um pão...”, descreve Pietro. 

Também pensou em pizza?

Comentários

Os comentários não representam a opinião do jornal; a responsabilidade é do autor da mensagem.